Segurança do trabalho

 na categoria palestras em sipat, Sem categoria

O que é segurança do trabalho?

Segurança do trabalho é uma área muito importante numa empresa. Com poucos ou muitos funcionários a Segurança do trabalho é responsável por garantir a produção e ao mesmo tempo preservar a vida humana. Para muitos a preservação da vida vem em primeiro lugar. Para outros poupar dinheiro com afastamento está em primeiro lugar. Não importa qual a motivação presente. O que importa é que a prevenção de acidentes garante mais qualidade de vida.
A área da Segurança do trabalho trabalha em conjunto com a área do RH, direção e integrantes da CIPA.

Quais são os objetivos da Segurança do trabalho?

O objetivo primordial da Segurança do trabalho é fazer cumprir as regras definidas para que não se ocorra quase acidentes ou acidentes. Quantas vezes ouvimos desse setor em nossas apresentações que ocorreram muitos quase acidentes. Um erro aqui, outro ali. Pronto, cenário perfeito para ocorrer um acidente grave. Como evitar isso? Acompanhando e adotando comportamentos e regras que anulam os quase acidentes. É dessa forma que muitas empresas estão conseguindo atingir índices zero de afastamento com longas datas.

Como surgiu a Segurança do trabalho?

Com a revolução industrial muitas coisas surgiram. Produtos industrializados, regras de produção, consumidores, vendedores. Mas, alguém precisava estar trabalhando na indústria, no comércio ou na prestação de serviços pra tudo isso acontecer. Regras foram criadas para proteger trabalhadores e dizer como seriam as relações com os patrões. Nasceu então no Brasil a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) criada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e sancionada pelo presidente Getúlio Vargas, durante o período do Estado Novo. Era um momento especial para o Brasil e a lei regularia essa nova vida.

segurança-do-trabalho-flavio-peralta-palestra

Segurança do trabalho com Flávio Peralta. Zero acidentes

A Segurança do trabalho está na CLT?

Encontramos na CLT vários trechos tratando sobre essa questão. No Capítulo V da CLT – Art. 154 até Art. 200 encontramos DA SEGURANÇA E DA MEDICINA DO TRABALHO. Essa redação conta no capítulo dada pela Lei nº 6.514, de 22-12-77, DOU 23-12-77. O tempo passou e muitas coisas aconteceram. A área da Segurança do trabalho passou a ser muito importante para garantir produção e vida. Engenheiros de Segurança do trabalho e Técnicos de Segurança do trabalho percorrem os corredores de sua empresa buscando garantir formas seguras de se trabalhar. Cada vida humana existente na empresa é de responsabilidade da liderança ali existente. Dos proprietários, acionistas, diretoria, gerência e demais cargos, conforme hierarquia respondem pela segurança de todos os trabalhadores na empresa.

Segurança do trabalho e Amputados Vencedores SIPAT. O que fazemos?

O acidente de trabalho de Flávio Peralta ao perder seus dois braços aos 29 anos de idade e de Jane Peralta aos 13 anos no acidente de trajeto ensinou muito. Ambos colheram os frutos das sequelas pelos acidentes e hoje contam suas histórias em SIPATs pelo Brasil. Quem nos procura? A área da Segurança do trabalho através de engenheiros e técnicos de Segurança do trabalho. São eles que nos contratam para levarmos nossas histórias e sensibilizar cada integrante da emprsea (chefia ou não) de sua parcela nesse jogo da vida. Cada um precisa assumir sua responsabiliade e agir com segurança. Amputados Vencedores sabe que a vida vale muito mais que qualquer dinheiro. Ela é tudo e cada membro de nosso corpo vale OURO.

segurança do trabalho flavio peralta sipat

Flávio Peralta perdeu os dois braços num choque elétrico aos 29 anos, num acidente de trabalhoVocê pode contratar diversas histórias para sua empresa?

Sim pode. Temos temas relacionados à de acidentes de trabalho, trânsito, acidentes de moto, acidentes de trajeto, acidentes domésticos, acidentes na indústria. Cada palestrante tem sua história para contar e algo para acrescentar sobre segurança no trabalho e na vida. Nossos temas são:

SIPAT Acidente de trabalho com choque elétrico

Flavio Peralta – perdeu os dois braços num acidente de trabalho, um choque elétrico de 13.800 volts, aos 29 anos em 1997. Executou procedimentos errados ao fazer a troca de um transformador. Idealizador o site amputados vencedores.

Severino Omena – perdeu os dois braços e as duas pernas num acidente de trabalho, um choque elétrico de 13.800 volts, na construção civil.

Leidener Sardinha – perdeu os dois braços num acidente de trabalho, um choque elétrico de 13.200 KW. Atualmente é Técnico de Segurança do Trabalho e aposentado pela Companhia Light do RJ.

SIPAT Acidente com choque elétrico em outras situações

José Guilhermino – perdeu os dois braços, num choque elétrico de 23.000 volts, fora do ambiente de trabalho.

Casal Leite – Sabrina Custódia perdeu mãos e um pé ao levar uma descarga de 13.800 volts fora do ambiente de trabalho. Atualmente é atleta paralímpica de atletismo. Márcio Leite perdeu a visão num acidente de trabalho. Atualmente é atleta paralímpico de atletismo.

SIPAT Acidente de trabalho na indústria

Domingos Bartolomeu – perdeu um braço na indústria em 1974. É pai de Claudines Bartolomeu que sofreu um acidente de trãnsito e tornou-se tetraplégico por conta de um acidente de trânsito. Apresentam em família a palestra.

Douglas da Guarda – perdeu a mão direita na indústria 14 anos. Atualmente é Técnico de Segurança do Trabalho.

Mario Christ – perdeu um braço na indústria. Atualmente é Técnico de Segurança do Trabalho.

SIPAT Acidente de Trajeto e trânsito

segurança-do-trabalho-jane-peralta-trajeto

Jane Peralta sofreu um acidente de trajeto, de moto, aos 13 anos ao voltar para casa após um dia de trabalho. usa uma órtese na perna direita

Jane Peralta – perdeu o movimento do pé direito num acidente de trabalho de trajeto, em 1981, aos 13 anos de idade. Pilotava uma moto e ela cruzou a preferencial de um carro.Foi após o expediente de trabalho.

Maxx Figueiredo – perdeu uma perna e o movimento do braço direito num acidente de trabalho de trajeto, ao retornar para casa, após o expediente de trabalho. Pilotava uma moto e um carro cruzou sua preferencial. Atualmente desenvolve atividades em hospitais para atendimento à crianças hospitalizadas como Homem de Ferro. É sósia do personagem Tony Stark e tornou-se o homem de ferro brasileiro.

Claudines Bartolomeu – tornou-se tetraplégico aos 21 anos quando um carro cruzou sua preferencial. Filho do Sr. Domingos, amputados de um braço, quando trabalhava na indústria. Atualmente é atleta paralímpico de natação. Apresentam em família a palestra.

Saiba mais sobre Flávio Peralta e sua relação com a Segurança do trabalho. CLIQUE AQUI

Conheça o Blog do palestrante Flávio Peralta

Conheça nossos palestrantes contratados pela área da Segurança do trabalho, para SIPAT ou outro evento. CLIQUE AQUI

 

Posts Recomendados

Deixar um comentário

Digite o que procura e aperte a tecla Enter para pesquisar